PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Sentence view

1818. Carta de Alexandre António de Sousa Freitas, meirinho, para José Joaquim de Góis, embarcadiço.

Author(s)

Alexandre António de Sousa Freitas      

Addressee(s)

José Joaquim de Góis                        

Summary

O autor escreve ao réu pedindo-lhe dinheiro para o poder ajudar.

Text: -

Tags:


[1]
Vejo o q me diz,
[2]
e seposto eu tanha amizade Com o Escrivão e mmo Com o Juis
[3]
comtudo nada se Vense sem denhiro como Vmce sabe, e he persizo dalo adiantado, porq estes senhores não lhe empor-tão permessas,
[4]
a Vista do q tão depreça o mande como lo-go eu cuido nisso, e bem tem Visto o q eu tanho feito por Vmce sem q Vmce me tanha dado Couza alguma de grateficação do meu trabalho, e athe mmo ainda estou em algum dezimbolço.
[5]
fenalmte isto não ademite demora, a Vista do q espero a Sua Resposta pa antão saber o q devo fazer, a-devertendo porem q eu não pesso sem dar logo denhiro a qm eu pedir por Vmce

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow view