PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Sentence view

[1500-1599]. Carta de Violante de Castro para o [Senhor Santantonio].

SummaryA autora avisa o destinatário das mentiras e enganos de um certo Heitor.
Author(s) Violante de Castro
Addressee(s) Santantónio            
From S.l.
To S.l.
Context

O resumo arquivístico incluído na carta indica que o destinatário seria o “secretário de estado”, do qual não encontramos referência expressa; por outro lado, no que será o sobrescrito, está indicado um “Sõr Sãtãtonio” que, com a devida conjetura, fica considerado como destinatário.

Esta carta quinhentista foi recolhida no fundo Colecção de Cartas, unidade de instalação Cartas Missivas e outros Documentos. Esta unidade agrupa, em 4 maços, documentos dispersos de datação incerta ou incompleta. A partir da informação interna da própria carta, tenta-se inferir datas extremas e dados que a situem e, de alguma forma, a contextualizem.

Support uma folha de papel dobrada de escrita na primeira e segunda face.
Archival Institution Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Colecção de Cartas
Collection Cartas Missivas e Outros Documentos
Archival Reference Núcleo Antigo 878, Documento 155
Folios [1]r.
Socio-Historical Keywords Tiago Machado de Castro
Transcription Tiago Machado de Castro
Main Revision Fernanda Pratas
Standardization Catarina Carvalheiro
POS annotation Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Transcription date2013

Text: -

Tags:


[1]
aguora nos diserã q vosa senhoria queria dar eytor a lysboa co estas cartas todas
[2]
lhe pidimos asinada merçe q o faça nẽ cõfie dele por mais juras q lhe jure porq e mto falso e nũca fala verdade
[3]
e esas cartas nele tãto como ela vera
[4]
e se as esta as na ouvese o q ds queira crea vosa senhoria q nos acharia vivas a sua vĩda
[5]
e por isso nas mãde senã por pa mto certa e esprimẽtada e mãde avisar guarcya deço q lhe saia da mão de maneira q lhas posã ca mãdar
[6]
e pois eytor foi falso as fas de seu sõr e mãdou as suas cartas sobre aviso a porta do mosteiro a nỹguẽ sera fiell
[7]
e porq eu creio q vosa senhorya nisto e tudo o q cũpre as suas servidores tera grãde resguardo como se dela espera
[8]
diguo mais q beyjarlhe mil vezes as mãos.
[9]
sua obidiẽte sudita e svidor- dona Violãte de castro

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation