PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Sentence view

1616. Carta de Diogo Henrique de Hosselos para um destinatário anónimo, religioso.

Author(s)

Diogo Henrique de Hosselos      

Addressee(s)

Anónimo241                        

Summary

O autor pede a intervenção do destinatário para que o libertem da cadeia, onde sofre grandes padecimentos.

Text: -

Tags:


[1]
pax christi
[2]
Muitas tenho escrittas a vosa paternidade he en todas ellas pedia qe he qe v p pessa ao irmão christovão soares tenha mizericordia he piedade das mtas mizerias qe nesta prizão padesso adonde fui deixado ao tempo qe v p vinha pera mõtemor en a qual he ds testemunha tenho padesido he padesso tantas que ha contallas a v p eu sei seu nobillissimo animo se o padesera
[3]
pelo que pellas chaguas de xpo pessa vsa p ao sor irmão qe seja solto este criado seu he de v p qe mais não dezeja a liberdade E pera seu filho de s frco he capellão de pradão
[4]
he trouxe a fortuna a esta cidade juis de fora filho de pixalinge qe somete en quererme agravar por respeittos qe eu ei de vir de todo a manifestar a requerer qe trouxesse ferros
[5]
he não aja tata passienssia qe ainda qe ds dis qm inpacienssia mostra he ja mui larga esta pasienssia
[6]
E posto qe eu sei ben qe qui perseveraivt usqe in finẽ queria eu fosse na religião de s frco pera que alli fizesse o que atte gora deixei de fazer
[7]
v p pella chagas de xpo alebre ao pe christovão pais aja passienssia do tempo qe he de fazer obras de mizericordia he pesso me ma de soltar a honra das chagas de xpo
[8]
he porq espero v p ha de ser ho instromto de sulhma liberdade pera ser ho perpetuo escravo sehu rogando a ds inmortal ao relegiozo pa de v p de o que sueusse he em liberdade pera o servir
[9]
desta cadeia he marso 5 de 616 annos

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation