PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR1446

1630. Carta de Simão de Fontes, mercador, para Maria Henriques, sua mulher.

Author(s)

Simão de Fontes      

Addressee(s)

Maria Henriques                        

Summary

O autor dá notícias suas e relata vários factos entretanto sucedidos.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

lisboa 25 de 9bro 630 prima Ma anriques

seja noso Snor mtas vezes louvado q tanta merses ma ha feito en ser servido de vos levar em pas a esa corte q tam atromendtado andava por ter huma carta vosa e logo neste correo pelo esperar com mais cudado me deu este tromento de vir ao domingo de madrugada sendo sja partido ordinario a q não pude responder mas fiqo contentimo en saber tendes saude a qual noso snor vos de com a vida q vos dezejo en minha companhia de de meu filhos e todos os meos tartarvos de iminhas saudades sam pa quendo noso snor for servido de me levar en pas q farei mto por partir antes do natal deus qerendo com a mais presa q puder asim não peso mais q a deus me ajonte en vosa conpanhira e de todos os meos q ele sera servido de sedo nos vermos Em pas.

pareseme q todas as vezes q vos escrever escrevirei novidades desta tera q não faltão q de prezente vam Muntas prizois no rosio pelo pecado e Anto da silveira sera o portador desta q se vai temerozo de grande amigo seu q ontem 24 Recoherão pelo pecado deus nos tenha Da sua santa mão q não nos desenpare de sua grasa-

a meu primo franco soares q estou mto agardesido pelo q vos fes e fas e a meus fihos e q asim a minha detensa me não da cudado nesa sorte pois ele fes como bom amigo e irmão q na mesma confromidade pagarei aos seus com tanto amor e mais se se pode dizer e a meu tio e tia e primos e a todos os mais agardeso mto a boa conpanhia de meos fihos-

vejo a carrestia de esa corte q realmte a sinto tanto por não poder ser o caminho de sorte q todas as somanas vos provera ate com o pan amasado e tudo o q vos fora nesesario e me pezar de ser ido mel frz q com ele vos overa de mandar seqer 2 cantaros de azeite pa en mentes hi estão e tanbei qiria fazer consoada mas não tenho almocreve q a leve q simão Roiz he ja partido mas o pro q vira a levara e bisqoto e tudo o q puder levar huma canatra e se o custo não fora tanto crede q ate carga de carvão overa de ir q sei me dizen fazen mtos frios nesa corte e asim vos encomendo q se ouvrer lugar no caminho ainda q sejam 20 legoas mais adonde posam estar vontade com menos custo vos peso q consintais q tenho por favola poderem pasar adiantoe com este rigor do invermo asim de agoas como de frios q a min não se me dara andar mais 20 legoas q estando a vosa vontade logo fiqarei mais cieto nese particular-

não me respondestes a encomenda q simão alves d elvas ordinario q avera 22 dias q partiu desta sidade q levava o cofrinho de vosa mai cheio de doses q trião 41 las deles q seran la bem estimados pela carreza da tera avizaime se vos foi en pas e bem tratado q pte hia pago-

vejo a conpanhia q levastes de tregi ho q pa q vai cansada qualqer coiza he fas mto seja noso snor lovado q as maores presas acode e os castibanos nigein he tira ser cortezois deus ho page-

a olivensa tenho escrito com mtos agardisimtos e a jorge lopes mendei huma aroba de riqo asucar e 6 las de mantega e 2 qoqos pa as meninas a mel frz qando for e a pero vas levarei algũ mimo ai

eu tenho bem apertado a jorge lopes q ponha todas suas coizas en rezão e com presa q os gastos sam mtos mas he frosado agardar por ele entendo q hira comigo pa o tempo q for bom de caminho pa hirmos en busqa da sua gente q mo meresem asim pelo q vos fes e a min e a minhas primas q he bom amigo-

de mel Roiz vos tenho avizado q não pareserão os alfroges eu he dei meias de seda novas e fora pa chapeu e otras cozinhas q ele qerse bem pago q he pobre e senpre tem a mão aberta contudo he agardeso mto o q fes e vos acompanhar visto o não pedelo fazer- a olivensa escrevi q vos mendasem duzia de qeijos por minha conta e azeitonas com mel frz q entendo chegara poqo mais o menos com esta en todas as ocazios q over não perdiei tenpo mas sam poqos os portadores e sober o q dezeis q não tendes visto nada da corte fazendo bom tempo não deichais de ver algumas coizas e hi esparecer q estais en deferente tera q esta q so tem ese mal de não ter o porvimto nesesario en bom preso- de ana me peza não ter mehoria q en tera tam cara não se pode estar doente deus he de a saude q se dezeja

a maleta la estava a se gadar en falta a traga mel frz a olivensa q eu tenho a de jorge lopes a borracha não enporta q eu conprarei outra a vosa mai me encomendo q he agardeso mto o q fes a seu netos q eu he irei pagar o q gastou con eles q bem vejo o mão trato q pasas com o vilão de simão Roiz sendo o mihor q anda na careira eu pelegei mto com ele a q me desculpou e o mau trato q deu amriqinho mas seja noso snor louvado q se agora pasares adiante tendes boa conpanhia e não averei do de vos nei dos mais a grasa e azeredo e minha irma meos recados- encomendo vos q vos vistais a voso gosto do modo q qizeres e pesais o dinhro q vos for nesesario a meu primo pa tudo o q vos mister q ponha tudo en minha custa

não sei se vos avizei q foi huma tadre a bilei o pela menha elagamte e levava n algibeira 840 rs q todos fiqarão e de joão pacheqo tenhole dado quendo o vejo e pacheqa me mandou pidir 200 rs pa a renda do cabesan q logo he mendei as cartas as mandarei o levarei.

a todas vosas amigas mendei infinitos recados q o estimarão mto-

a min se me fes tudo de mau não vos poder mandar dos regalos desta tera q vejas tantos pargos e tamben q dezejo de dar com feitiseiras q portan com eles atadar e logo vam amanheser com ele e nestas lidas paso e algunas q o vendem he digo darei mais 500 do q val cada pargo hime amanheser com eles a madril ja sardinhas quendo sam freqas ando pasmado mas a tudo isto ollar pa a mizara da tera e reino como este a tudo deu mihor pasagem seja noso snor en vosa conpanhia e vos gde com a saude q vos dezejo con toda a conpanhia a todas minhas primas escrevo e no pro correo vos mendo dizer com o favor de deus quendo parto q me dizem q ja o juis do fisqo de evora he vindo e qero ver se poso pasar hesta letra de 500 cdos pa ajuda do gasto e logo me vou e levarei a baeita mas não frizada q se amasara e o sapatos dos meninos e se qizeres algũ pa vos mendaime a medidas e tambei levarei o pentes e tudo o mais q me encomedares levarei avizando a tenpo trono vos a encomendar q se over lugar no caminho q vos tireis de esa tera ainda q pasem de 20 legoas q a min se me não da q so qero q estejas a voso gosto com menos custo q pera todos he bom

Voso primo Simão de fontes

en bilem todos tem saude - e voso irmão mto contente do conprimto q pedro aviza e todos se vos encomendão


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textText viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSentence view