PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualización por frase

[1824]. Carta anónima atribuída a Hermenegildo José e dirigida a Joaquim de Mira, lavrador, e a sua mulher.

Autor(es)

Hermenegildo José      

Destinatario(s)

Joaquim de Mira                        

Resumen

O autor ordena a Joaquim de Mira e à mulher deste que lhe deem quatro moedas e alguma comida, para ele e uns camaradas seus.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Snra Maria joaquimna Mais Sinhor Joaqui
[2]
Muito he de estimar a sua saude em compa de toda a sua familia
[3]
Snra Maria Joaquimna mais Senhor Joaqumi de mira Vmce tera a bondade de fazer u qu esta Carta Manda debaixo de todo o segredo de me aprentar no dia sabado a sete do mes quatro Moedas i algum pam i Conduto que he pa hmus Camaradas que vamos de gornada
[4]
se Vmce isto fizer vitara algum porgoizo a sua Caza asmi coma eu ja lhe vitei
[5]
este dinheiro i Mantimento q lhe Mando pedir fara Vmce o favor de no dia de sabado a noite ou Cuerecer de hri prnatar tudo dentro de hmu alfroge dentro da sua orta entrando a parte direita que la se a de porguntar por toda a noite
[6]
i haja Muita Cautela i Muito segredo
[7]
se tudo isto fizer tudo sara pago Com seo entece Antes de Muito tempo
[8]
i s ito não fizer o se vere alguma falCidade paguara Com a vida
[9]
não tenha a confiancia de hri pretar que lhe sera milhor
[10]
este he hmu seu creado quem Vmce muito estima i muito ha de estimar

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation