PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualización por frase

1684. Carta de Manuel de Araújo, capelão, para um abade.

Autor(es)

Manuel de Araújo      

Destinatario(s)

Anónimo238                        

Resumen

O autor pede a um abade que dispense a sua cunhada dos "bens d'alma", uma vez que há indícios de que o seu irmão se encontra vivo.

Texto: -

Etiquetas:


anteriores


[1]
E constando q he elle vivo, e obrigalla a fazer os bens d alma, E depois se segue fazerlhe inventario, e tudo o mais q dahi se segue paresseme q en conçiençia não pode ser.
[2]
isto faço a saber a Vm pa q Vm não fassa gastar a essa pobre en justificar juridicamte visto afirmado con esta verdade q ao saber! ou constarme a min q meu hirmão era falecido eu mesmo avia de ser en mta ajuda pa q lhe fizessem os bens d alma, e não bastando isto se justificara pello homen q trouxe a carta q ahi vai escripta en o anno de 1679 ad e con o ditto Phellippe Brabo, E con reconhecimto da letra dessa carta!
[3]
porem se Vm puder evitar estes gastos, e travalhos fas esmolla a ditta Das de Araujo, E a min favor
[4]
ficando sempre serto pa o q se offeresser do serviço de Vm.
[5]
dezbro 1 de 1684
[6]
Capellam de Vm O Pe Manoel de Araujo etc. En Orgães

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation