PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualización por frase

[1760-1769]. Carta de Maria, aliás, Maricas, para Gabriel de Mira, padre.

Autor(es)

Maria, aliás, Maricas      

Destinatario(s)

Gabriel de Mira                        

Resumen

A autora, em registo erótico, manda saudades ao destinatário.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Meu marido e todo o meu bem
[2]
não te poso expelicar o gosto que tenho coando vejo letras tuas pois não poso ter maior alivio do que saber do meu Rico maridinnho tanto do meu gosto
[3]
quem me dera foder com ele pois te havia de dar tantas pinguinhas
[4]
a minha pisinha tam bonitinha e tam grandinha quem ma dera ja dentro do teu coninho pa fazermos hum menino tam bonito
[5]
ai meu filho toma hum beiginho dame a tua lingoinha metema na minha boca e dame tambem a tua que go gosto mto dela
[6]
não saves as saudades que me cauza ao fazer desta pois me parese que estou comtigo e no cabo achome so
[7]
sam tantas as saudades que tal não poso expelicar
[8]
dezejarei me sejas firme pois eu te goardo Lialdade e tambem quero que tu fasas o mesmo
[9]
aseita mtas vezitas do teu coninho e das tuas maminhas e as mesmas daras ao meu menino
[10]
e dislhe que me goarde Lialdade pois so o quero pa mim e o teu coninho tambem he so teu e ha de ser
[11]
adeos meu marido
[12]
adeos meu amor e todo o meu bem
[13]
Desta tua molher firme emthe a morte
[14]
Maria gabriela
[15]
ahi bam as tuas maminhas aqui tens o teu coninho que esta cheio de sangue e com ele bai pintado

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow view