PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualización por frase

1829. Carta de João Baptista de Sousa, cirurgião, para António José Martins Salgado, lavrador.

Autor(es)

João Baptista de Sousa      

Destinatario(s)

António José Martins Salgado                        

Resumen

O autor expressa indignação por António Salgado ir muitas vezes a sua casa com um soldado.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Sr Anto Jozé Salgado
[2]
Mto me ademira o vmce procurarme tantas vezes em minha Caza, e vir, acompanhado com hum soldado, da Policia
[3]
eu dezejara saber para que ffim:
[4]
eu não tenho hido porq não tenho podido e porq não quero
[5]
vmce não pode obrigarme a minha vontade
[6]
basta ser para couza contra a nossa Religião, e juntamente vmce como disse que aoeravera saber que vmce he vermos hesse modo de falar porq eu não fortei nada e nem fui em trepece do q vmce fes,
[7]
emtendame como quezer, e o mais faça o que quezer que eu farei o que me parecer,
[8]
eu não procurei o Sr e o Sr he que me me procurou e bem me tenho desviado
[9]
vmce fique emtendendo que tudo coanto me suceder a Respeito da ma vida vmce Respondera a minha familia;
[10]
e o militar vindo outra ves a esta caza penço que sera Recolhido, não vindo previnido de Ordem do menistro,
[11]
e so o que me peza foi eu não estar em caza porq coando sentou o meu nome q deu a Ordem do Sr Intendente avera mostra, e não amostrando elle seria Reconduzido,
[12]
mas o que tenho he q tanto a vizinha de sima como os defronte o virão
[13]
eu vou falar o Sr Intendente sobre este facto e de tudo o mais, e atão brincaremos
[14]
seu Cro J Baptista

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow view