PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualización por frase

[1770-1772]. Carta de Tomásia Isabel Gonzaga, filha de desembargador, para Bernardo da Silva do Amaral, padre.

Autor(es)

Tomásia Isabel Gonzaga      

Destinatario(s)

Bernardo da Silva do Amaral                        

Resumen

A autora queixa-se da distância e do isolamento que sente em relação ao destinatário; no sobrescrito escreve Madalena de Jesus, e não Bernardo da Silva do Amaral.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Meo estimado Pay desta porbe alma
[2]
olhe Pay e sr meo que lhe confeço que ja não so quem de ante ella, q ja e triste me vejo pois em tudo tenho desobeçido aos mandados de vmce e ja me vejo em outro poder em caza de Paes e mais sem poder me ditriminal cazo algũm em vendo tam e tantas miziria e desanimada pa tudo que lhe digo
[3]
me não co-nheso e nem poso escerver a vmce que na-o espilicar a vmce em grande corBadia em que esto posta e q não seja
[4]
sera a vonta-de De Deos s eu more nesta mata pro
[5]
es e os meos co não quere q eu va mas para o cabo
[6]
meo Pay eu não esto capas para nada
[7]
so te peco me não dexe de pedires bem bem a Deos por esta tam grande e mizerave peccador
[8]
ma Lcas sra todas minhas irmãs e tambem a sra Anna que peca bem bem a Deos por mim que esto mto nicitada, mto mto mto
[9]
seja pelo amor de Deos
[10]
olhe meo sr esto mto desaparada e ma Mayzinha
[11]
tenho do de mim
[12]
e Deos aDeos aDeos aDeos q mto custa esta ozencia
[13]
s eu subera q esta ela a ventade de Deos mto contente estava neste tabalhos
[14]
mas suponho não ser isto do seo agrado
[15]
valhame a chagas de jesus

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow view