PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualización por frase

1576. Carta de Gonçalo Eanes, serrador e homem que vivia de sua fazenda, para Gregório Serrão, padre da Companhia de Jesus

Autor(es)

Gonçalo Eanes      

Destinatario(s)

Gregório Serrão                        

Resumen

A autor pede ao destinário para tomar providências de modo a que a mulher embarque para o Brasil.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
snnor
[2]
hũa me derão de vosa reverencia na qual bem vejo quanto fez meus neguocios acerqua de minha molher
[3]
ainda não desconfio da graça de noso snnor nẽ da esmola que vosa reverencia me fara quando ho noso senhor troucer de roma
[4]
quanto ha largua comicam que a sua me diz não he necesario porque bem sabe de mimha veradade porque eu não desejo outra cousa senão meter minha molher de posse do seu antes de minha morte
[5]
esta he a verdade sẽ outra ma vontade e portanto quis escrever ou pera milhor dizer risquei de minha mão
[6]
nisto não a mais que lhe ẽconmendar porque bem sei q ho fara por amor de noso snor
[7]
eu não escrevo a minha molher porq me não respondeo a carta que vosa reverencia lhe deu
[8]
eu não mando nada por não ter por quem
[9]
vosa reverencia pode tomar tudo ho que se ouver mister e eu paguarei aos mercadores todo ho ẽtrse de seu dinheiro
[10]
e por esta mn minha carta me obriguo nisto e no mais de conprir como se fora escritura prubica ver asinado de vosa reverencia
[11]
e por aguora não digo mais senão q fico rogando a noso snor que traga a vosa reverencia a esta tera com paz e saUde de como todos dezejamos
[12]
feita na baia oje 26 de julho de 1576 anos
[13]
do seu devoto gonsal eanes

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation