PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR0094

1542. Carta de António Fernandes, mercador, para Manuel Afonso, mercador.

ResumenO autor dá conta ao destinatário da necessidade de reforçar o seu capital, identificando os produtos que se não vendem: reméis e açúcares.
Autor(es) António Fernandes
Destinatario(s) Manuel Afonso            
Desde Flandres, Antuérpia
Para Madeira, Funchal
Contexto

O mesmo maço inclui outras cartas vindas na mesma altura da Flandres, em que se discutem diversos aspetos do comércio que passava por aquela feitoria. Do mesmo conjunto podem extrair-se diversos nomes de intervenientes, seja dos autores sediados no norte da Europa, seja dos seus destinatários, espalhados por diversas praças portuguesas. Entre estas praças está, naturalmente, Lisboa, mas também Tavira, Faro e Funchal. Entre as mercadorias mencionadas estão: azeite, lãs, trigo e espadas. Também se discutem questões de câmbios, o impacto no mercado da escassez ou fartura de certas mercadorias, dívidas comerciais e até assuntos familiares.

Esta carta integra a coleção Corpo Cronológico, fundo documental à guarda do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Trata-se de uma coleção principalmente composta por documentação de cariz judicial e administrativo, que abarca o período entre 1161 e 1696, à qual foi acrescentado um vasto conjunto de material disperso na sequência do terramoto de 1755. A datação dos documentos é critério principal de organização do Corpo Cronológico, assim chamado pela mesma razão.

Soporte meia folha de papel escrita no rosto e com sobrescrito no verso.
Archivo Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Corpo Cronológico
Fondo Parte I
Referencia archivística Maço 72, Documento 23
Folios [1]r-[1]v
Online Facsimile http://digitarq.arquivos.pt/viewer?id=3776655
Socio-Historical Keywords Tiago Machado de Castro
Transcripción Tiago Machado de Castro
Revisión principal Rita Marquilhas
Contextualización Tiago Machado de Castro
Normalización Clara Pinto
Fecha de transcipción2016

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

1542 em ẽves a 5 de junho sor

Aquy veo bretã desa ilha cargado e tive carta vosa que mto me espãtey agora receby hũa velha de belchior frz q me diz como vm lhe stpve tinha cõprado Remeis e asy alguas sortes e q esta ves pa tornar a vemder todo ganho mto folgarya q fose asy e se ho for digo q tamto q esta vos for dada vemdais logo todo porq eu quero Remeis nẽ menos açucares e o dro todo da cargaçã me remeteres a lixa logo a ora porq faço comta delle pa esta de junho q serã os pagos por todo ho mes de julho ate 15 d agosto e se for posyvell mãde lho dobrois e sendo posyvell dobrois seja # e os remeta a meu irmã pa q mos mãde logo e se achardes nesa ilha pesoa çerta q os queira tomar a cãbio isto serya milhor cõtãto como digo q seja a pesoas seguras quãdo seja a 77 ou a 78 por #do nisto trabalhe e senã em tall caso como digo a ora ho mẽde todo a lixa porq qero nhũa Mcadra porq ho cãbio come mais do q se ganha na Mcadra e mais o homẽ acha o dinho a cãbio cada vez que quer porq Ruy frz fez bãqo roto q he causa q os homes achã as vezes ho q querẽ portamto lhe peço q por nhũa via nisto aja falta por q asy me cõpre Remeis ãdã 10 lhx e da ora abaxã açucares tẽ nhũa saida aimda tenho qtos me mãdou symã frz porẽ elles tais quall he avemturado homẽ q mãda seus dinhos mão de nhũ outa cousa ha de novo somte lhe rogar outa vez isto se faça logo e cõtãto noso sor seja sempre sua guarda Mce do sor go diz m ẽcomẽdo

a so de vm ãto frz

Leyenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textText viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewVisualización por frase