PT | EN | ES

Menú principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

CARDS2251

1606. Carta de Inês Fernandes a seu genro, Gaspar Fernandes, almocreve.

ResumenCarta de Inês Fernandes avisando o seu genro de que deveria fugir porque um oficial da Inquisição o procurava para o prender.
Autor(es) Inês Fernandes
Destinatario(s) Gaspar Fernandes            
Desde Portugal, Torres Vedras, Arruda dos Vinhos
Para Portugal, Leiria, Peniche
Contexto

Gaspar Fernandes foi condenado a penitências e degredo nas galés, entre outras penas, pelo crime de bigamia. Natural de Montemor-o-Novo, cristão-velho de 37 anos, era residente em Peniche à altura da sua prisão. Primeiro, tinha casado em Sines com Ana da Mota, com a qual viveu durante 4 anos. Com esta ainda viva, contraiu novo matrimónio, em Arruda dos Vinhos, com Beatriz Gonçalves. Terminou o seu degredo em 1611, tendo ficado ainda sujeito a outras penitências.

Soporte uma folha de papel dobrada escrita no rosto do primeiro fólio e com o sobrescrito no verso do segundo.
Archivo Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Tribunal do Santo Ofício
Fondo Inquisição de Lisboa
Referencia archivística Processo 3821
Folios 7r-8v
Transcripción Tiago Machado de Castro
Revisión principal Sandra Antunes
Contextualización Tiago Machado de Castro
Normalización Sandra Antunes
Anotación POS Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Fecha de transcipción2012

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Sabereis por esta o q vos emporta fazeres, a esta terra chegou homẽ q por parte da sãcta enquisisão vinha por terem denũsiado de vos pa vos prenderem por cazares duas vezes, enportavos pordevos en porto seguro e não fasais pouco cazo disto este homẽ sei q leva en segredo desta terra hũa sertidão de como vos recebestes hi sei q he camirio da inquisisão e a de mãodar a essa terra mãodado pa seres preso por onde vos enporta vos passares de hi pa outra parte agora vede os trabalhos q tereis se vos prenderem. sou mais larga nosso sor vos de saude e vida E desta aRuda oje de fevro de seissentos e seis Anos de Vosa sogra Ines Frz


Leyenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewVisualización por fraseSyntactic annotation