PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

[1829]. Carta escrita por Bartolomeu Luís e dirigida a um elemento da Intendência Geral da Polícia da Corte e Reino.

Autor(es)

Bartolomeu Luís      

Destinatário(s)

Anónimo121                        

Resumo

Bartolomeu Luís denuncia Rosendo António por difamar o Rei.

Texto: -

Etiquetas:


anteriores


[1]
e q afronta não he pa Ministro recto, e inteiro,
[2]
deve de estar louco qm Comete semelhantes Crimes; muito embora seja perdoado, e sua porta aberta, pa subsistir, a sua fama
[3]
mas seia, pela Alta Grandeza, e Piede do Augusto Soberano;
[4]
mas por Crime. q tanto dezacredita os verdadeiros, e fieis Ministros; seja este homem preguntado, e inquirido, e visto o seu prosseco, e huma justa, e escurpuloza devasa, athe se saber quem recebeo a soma q esta divulgada, pa q não se infriga as Leis, e os exzecritores dellas sejão mais fieys à S M e áos seus Minos
[5]
repare V Exa nisto, porq se os aCeitantes são os q se dizem, são dignos de Contemplacão.
[6]
Sou de V EXa muito devedor e o Criado Bartholomeu Luiz

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation