PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

1723. Carta de Mariana Francisca dos Santos para Maria Ferreira Guedes.

Autor(es) Mariana Francisca Santos      
Destinatário(s) Maria Ferreira Guedes      
In English

Friendship letter from Mariana Francisca dos Santos to Maria Ferreira Guedes, a barber's wife.

The author reafirms her friendship and loyalty to the addressee, who has been accused by the Inquisition.

Maria Ferreira Guedes was accused of witchcraft by the Inquisition because she had learned to prepare a medicine from a poisonous plant, the flax-leaved daphne. She said that she did the cures with no ill intention and gave herself to the Inquisition before her neighbours would accused her. She was sentenced to two years of exile, from Oporto, where she lived, to Lamego.

If there is no translation for the letter itself, you may copy the text (while using the view 'Standardization') and paste it to an automatic translator of your choice.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Snra Ma Frra
[2]
Reçeby huma de Vmce em que mto estimei por nella dar notiçias sertas; mas em parte com mta penna por me Rellatar na sua padesia notaveis queixas onde fiquei mto sentidissima;
[3]
eu de saude fico mto pronta a seu obediençia no que tiver prestimo
[4]
esta carta que Vmce escreveo hoje o pe Dom Matheus foy de tanta alegria nesta caza, que com palavras õ nam posso expillicar porque toda a somana nem o pe Dom Matheus, nem eu, nem jozepha passamos com sosego; mas antes com mto sentimento e Cuidado, porque todas estas vizinhas, a quem Vmce amava tanto e servia publicaram pellos soalheiros, e por toda esta prassa que Vmce esta-va preza na inquiçizam;
[5]
e suposto que o Sor pe Dom Matheus dezia que hera falço, todavia asim a éllé, como a nos nos asustou, e passamos athe vir o correio com Notavel cuidado e disvello;
[6]
e paresse que he promissam devina suseda esta falssidade, para que Vmce conhessa quem sam estas Rega-teiras a quem Vmce tem feito tamto bem, que paresse se alegravam tanto com esta emfilliçidade de Vmce, que publicaram por toda a terra,
[7]
paresse que pediam alviçaras humas as outras;
[8]
e o que mais para sentir que aquella grande sua amiga que Vmce publica chamada Maria Luis está me diçe me diçe quinta feira preguntandome pro Vmce, e dizendome que estava preza, que se soubera o que Vmce hera, que lhe nam havia de por o peé em caza;
[9]
e entenda Vmce que tambem, a sua comadre de Baixo, e a fanha todas foram do mesmo paresser, como tambem a sua afilhada;
[10]
e sam tam dezavergonhadas que dizem que eu dera humas poucas de moedas de ouro a Vmce para hir em busca de Jozeph monteiro
[11]
; e foy permiçam devina estes travalhos em que Vmce se vie, para que quando Vmce se vir Restituida a sua caza se saiba estimar e tratar da sua saude
[12]
cuida que he o primçipal, e que conhessa que eu a amo e sinto a sua Auzençia, e mollestias acompanhandoa com Lagrimas e ofereçendoa ao Senhor das Barrquas aonde hei de hir com Vmce em Romaria com o Sor Pe Dom Matheus, que soó elle sabe sentir o desaforo com que esta canalha tem fallado na pessoa de Vmce;
[13]
a theya athe agora hinda nam he chegada
[14]
em chegando em chegando fasso tençam pagalla e levalla para a minha caza o metella na sua cayxa ou onde Vmce ordenar de que me mandara avizo
[15]
e mandeme dizer quando vem hinda que metinda me minta que tenho a minha caza fichada por nam deixar a de Vmce
[16]
a maria nam esquessa da minha da minha parte mtas Lembranças que a Vmce nam tenho que dizer
[17]
a Jozepha se Recomenda a Vmce e todos os dias anda para fazer testamentos e nunqua aCaba e Vmce vay esperar aveiro
[18]
e a nom mollesto mais a qm Dos gde ms ann
[19]
Porto 29 de1723 Mtas Lças ao Sr Franco Simois e a toda a sua gente Desta sua serva que mto lhe dz Mariana franca dos santos

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation