PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

[1700-1799]. Carta de Ana do Sagrado Coração de Jesus, mulher devota, para a Inquisição de Lisboa.

Autor(es)

Ana do Sagrado Coração de Jesus      

Destinatário(s)

Inquisição de Lisboa                        

Resumo

A autora descreve à Inquisição os benefícios das curas de Rosa Egipcíaca.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Reverendisimo Senhor Conigo e Cumisario do S ofisio
[2]
Depois q dei o meu depoimento. me Lembor mais que em hũa oCarião estando eu duente de hũa queixa q me oprimia a annos. e por varias vezes es-tive mto mal dela: e nesta oCazião minha mai Ro-za Maria IgsiaCa, fes inguento. de azete da lanpada de nossa. Senhora do Cramo, Sera do- Torno, e sumo de puejo. e mo deu no Clado da- galinha
[3]
Logo fiquei boma. e não me tronou mais a- dra. the. o dia prezente seja Deos Lovado para Sem-pre, e a varias pesoas, se dava o tla. inguento. pa varias. queixas.
[4]
e quando. se aCabava. mutas vezes eu o fis. quando a dita minha mei Roza o não pudia fazre e Rezavase hũa Salva Rainha a nossa Senhora quando se tumava o dito inguenento.
[5]
Em outra oCaziao estando eu oprimida de hũa dor a qual me dava todos os meszes. e tumei varios reme-dios. de butiCa. pa ella e nuCa tive a dita de q mes me não desCe.
[6]
desta ves vindo minha mai Roza da missa e ChegandoSe a mim pidiu a nosso Senhor Jezus Christo q pela sua ImmenCa bundade, e humildade e pela Santa vretude da obidiensia me tiraCe. aquela dor. se fose Srevido. ou ma- dese mais branda.
[7]
Repintinnamte se foi arder a mais de quatro annos. seja Deos pa todo Sempre Lovado.
[8]
Em outra oCazião poCos dias antes da sua prizão mandou a dita minha Mai Roza. aLimpar poCo de aSuCre branCo: e mandou esCrevre os santissimos nemens de Jezus e Maria em hũs papeLinhos e os mandou queimar e hũos CabeLos Coza poCa os quais- CabeLos herão dos da Cabesa da dita Roza os quais- quando se lhe Crutavão o Padre Confesso franco gon-sLaves Lopes os mandouo guardar e estes fetos em sim-za
[9]
e os ditos papelinhos. os butou na Clada e os meilhou e LanCou agua benta e dava não estou sreta quantas Culheres a duas Irmañs.
[10]
ReCulhida todas as- manhas q forão nove e Como nestes. dias. foCe preza Preza as ditas Irmañs me pidirão q Lhe dese o dito- Remedio e eu ho dava athe Compretarem os nove dias
[11]
eu. não. sei. por qual. mulestias. pois. as ditas ir-mañs tinhão falado Com minha mai Roza e eu voLuntariamente dei das ditas pozas ou digo Sinzas em agua benta a duas irmañs. q se me queiCharão de. mulestias. no peito.
[12]
e isto. se paCou. na unedade Como faCo sabedor a vosa Reverendissima. meramte pelo - amor de Deos e obrigacam. de Christam
[13]
Sua. humilde Sreva Anna do Ss Coracão de Jezus.

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow view