PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

[1684-1691]. Carta de Maria para a Inquisição de Coimbra.

Autor(es)

Maria      

Destinatário(s)

Inquisição de Coimbra                        

Resumo

A autora denuncia o padre Francisco Rodrigues de Abreu, relatando procedimentos que este adotara para com ela.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Com o Pe frCo Ros de abreu morador em rribafeita Cogitor q foi nesta villa de sam po do Cul Com helle tive huma amistade donde helle maginou me porssoadiCe o q não foi
[2]
e isto se emtende fora da ConfiCam
[3]
e helle me mandava algumuss esCritos pera algumas Couzas q queria q eu lhe fizese mas por algumas palavars que neles vinham emtendia eu que me porssoadia
[4]
mas destes não faso mençam senão de hũa q me deo em o ComfiCionario e não me lembra se vinha nele alguma palavar semilhamte aos de fora da ConfiCam
[5]
e isto digo a Cautela por me não lembarr q ha ters ou Coatorr annos Comigo paCou algumas palavars q não pertendiam a ConfiCam
[6]
e algumas famlava eu em serem auCiozas mas não deClaradas no mesmo ComfiCionario
[7]
e tomei tabaCo dos dedos e me parese me pegou em dedo
[8]
e Como hele me Custuma aCupar em algumas Couzas não Cei se seria o esCrito pa as tais Couzas ou se levaria algumas mas palavars misturadas
[9]
e disto fis esCupulo
[10]
e isto fasso pera resguardo de minha Calvasam
[11]
tambem porzomi que outra pesoa falava Com hele em o mesmo ConfiCionario porem não Cei o que diziam senão por Cospeita q tinha e por huma palavar q esta pesoa me deo a emtender
[12]
porem não ma deClarou o que hera
[13]
e eu Cou mosa donzela e reColhida de bomos porsodimentos
[14]
Maria filha de jozeph da RoCha e maria de gouvea de São Po do Cul

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation