PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

[1565]. Carta de Vicente Mendes para a Abadessa do Mosteiro de Chelas.

Autor(es)

Vicente Mendes      

Destinatário(s)

Anónima56                        

Resumo

O autor dirige-se à abadessa do Mosteiro de Chelas dando-lhe conta de uma vistoria que fez a diversas casas e de valores de aforamento.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Snõra
[2]
eu fuy ver aquelas casas po lluis e as vy todas d allto a baxo e no sobrado de todo cyma não mora nyngẽ e estam as paredes no chão e as mays mto denafycadas
[3]
e crea vs que não me pareçeo que estavam tam denafycadas
[4]
e quamto ao chão e sytyo e lluguar he mto e não ha que fallar nyso
[5]
e allem de estarem da manra que dyguo não tem carguo de pedrarya como terã todas as outas casas suas vezynhas que tãbẽ he falta/
[6]
e comtudo dyguo que ho chão asy como estaa mynha comcyẽcya val mto bẽ de foro cada anno qtro myll e quynhẽtos e duas gas
[7]
e ysto he o preço justo e o resto que lhe pude por avendo Respto ao mto diro que se am de gastar nellas que posto que fyque proveyto do velte senhoryo tambẽ hevydemte proveyto do dito senhoryo ter propyadades nobres/ omde o foro esteja seguro/
[8]
este he o meu voto e parecer e foro justo que mays i ibc rs e duas gas allẽ dos iii rs que ora se paga
[9]
e ysto dyrey sempre tamto me daa seo como com outo companheyro
[10]
e não ey de dyzer mais do que dyguo poque val o chão pa todas as ptes bẽ os dytos iiiibc rs e duas gas
[11]
daquy pode vs tomar agora o mylhor e o mais proveyto que for
[12]
po quamto ao meu salro desta dellygencya seja o que vs mãdar poque não me descomtemto nũqua do salro p pouquo e mays quamdo ven de parte que eu desejo svyr como he a vs
[13]
noso sr lhe acrecemte a vyda mtos annos
[14]
Vte mendez

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation