PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

[1788-1790]. Carta de Nicolau de Santo Agostinho, padre, para Ana Vitória.

Autor(es)

Nicolau de Santo Agostinho      

Destinatário(s)

Ana Vitória                        

Resumo

O autor escreve a Ana Vitória começando por se justificar pelo facto de já não escrever há muito tempo, dizendo que havia perdido dois dos seus correspondentes e então também escrevia menos para ela. Aconselha-a em relação à sua conduta religiosa e orienta-a para o fervor e a escorreição na fé.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
J M J
[2]
Minha filha em Jezus Christo,
[3]
este Sr te assista sempre com a sua divina graca, e te mto do seu amor, pa q fortalecida com este possas perseverar no seu sto servi-ço.
[4]
Como ha tempos te não escrevo, persuadome q hades estar ja desconfiada, e se terão aogmentado, ou avivado mais os pensamtos q na tua me dizes, q tens tido;
[5]
porem eu não te-nho escrito; porq agora não escrevo ja pa o Convto pois a Religioza, q me escrevia todos os Correyos, ja se deixou disso, e não me escreve,
[6]
escrevo ao Capellão Fr José de são Pedro de Alcantara algumas vezes q elle me escreve,
[7]
e como este correyo lhe escrevo, por isso faço esta, pa te Recomendar o cuido q deves ter em fazer a tua oração, e vizitar algumas vezes a via sacra,
[8]
e como agora vem a Quaresma deves ter mto cuido com o jejum atendendo á tua debilide e fraqueza, e não jejuando qdo te sentires demaziadamte fraca; porq o preceito da Igreja he suave, e não obriga com Rigor.
[9]
Não sei o q tens feito a respto de confissoens, e comunhoens, pois me não dizes couza alguma nesta materia,
[10]
porem sempre te Recomendo, q as faças como te deixei determinado, e q deites fora escrupulos, q não servem, senão pa afligir, e atormentar.
[11]
Confia em ds q he Pay, e tem mto das almas aflictas, e atribuladas;
[12]
e assim chegate pa elle, busca-o com ancia, ama-o com fervor, e entregate toda nas suas mãos, q elle te ajudará, e defende de teus inimigos.
[13]
Reziste com valentia a todas as tentaçoens, e não desfaleças no combate.
[14]
Adverto q não se alcanção premios senão por meyo de trabalhos; e a Bem aventurança eterna se alcança por meyo de tribulaçoens.
[15]
He precizo sofrer estas com paciencia, e levalas com conformide pa q aproveitem.
[16]
Jezu Christo padeceo mto por amor de nós,
[17]
he precizo q nós tãobem padeçamos alguma couza pello seu amor, pa assim satisfazer-mos pellas nossas culpas, e agradarmos a N Sr
[18]
Cuida tãobem em não fazer peccados, e se cahires em alguns, humilhate, confessate delles e emendate;
[19]
Podes estar certa q N Sr não te falta, nem te ha de faltar com a sua graça,
[20]
aproveitate desta, e sêlhe fiel,
[21]
e agora decide, q assim o teras sempre da tua pte e te sustentará com a sua Omnipotente mão.
[22]
Eu tenho passado bem, graças a ds e estou esperando o q fazem de mim pa Mayo.
[23]
N Sr disponha o q for mais do seu agrado.
[24]
Encomendame a este sr q te gde como mto e mto dezejo, e abraze no fogo do seu amor.
[25]
Faro vinte e quatro de Fevro Fr Nicoláo.
[26]
Esta carta estava feita pa hir o correyo passado;
[27]
porem como não pude escrever ao Religiozo, não a mandei;
[28]
e como agora recebi outra tua, por isso abri a q tinha feito pa te dizer q tenhas paciencia com o teu trabalho, e q te vás acomodando com o P Fr Pedro, suposto não teres outro, e elle te fazer a caride de te ouvir.
[29]
Desvanece os pensamtos que tens a respeito de mim, porq são falsissimos.
[30]
A ds q te gde como mto dezejo.
[31]
Faro dois de Fevereiro etc Fr Nicoláo.

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow view