PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

1542. Carta de António Fernandes, mercador, para Tomé Serrão, mercador.

Autor(es)

António Fernandes      

Destinatário(s)

Tomé Serrão                        

Resumo

O autor queixa-se das suas dificuldades financeiras e aponta culpas ao filho do destinatário.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
1542 em ẽves a 4 de junho sor
[2]
Em 20 de maio stpvy a vm e lhe dise como esta fra me vy mto trabalho por guardar sua homra
[3]
e foy de tall sorte q ẽpenhei toda minha fzda e asy obra de 1200 lhx de letras q tinha
[4]
de modo q avera mester q vm todo modo poveja pa esta de junho porq povemdo eu vejo nhũ remedio pa q mel serã page
[5]
e sera forcado q se pca sua homra e a minha polo querer soster do qll eu me dou por mto culpado me meter por tamta soma porque lhe faço sabr q nũca homẽ fez por outo ho q eu tenho feyto por mel serã
[6]
e pois e pois as stpturas diso la por honde vm vera a Vdade
[7]
nesta me quero alargar somte lhe trazer a memorya ho q fiz por gardar sua homra
[8]
e como fim de julho os pagos homde estou obrigado por mel serã polo seguimte dala por 666 lhx a mel bernaldes caxro do feitor por 211 lhx a alemã por 418 lhx a frco de baros por 620 lhx
[9]
faz todo 1915 lhx e mais q tenho dado letras minhas q mõtã 700 lhx
[10]
estas se pagarã esta pasqoa e a de junho q vẽ q sera segũdo vejo forçado q eu haja tãbẽ ho meu porq estas letras de Mcadsa e seu filho deve de dinhro tomados a ẽtereses q valuados
[11]
e poq se Pdia mto de todas moedas ao valuado dey estas minhas letras penhor e asy mta prata e Mcadsa pa lhe aV dinho valuado ate fra de seto
[12]
ora eu ey tãbẽ mester ho meu polo qll ha mester q vm proveja pa todo dinho ou credito
[13]
e ho fazendo eu vejo mão caminho pa se pagar ho que se deve
[14]
e como acima digo todos pdremos nossas homras
[15]
e isto me guanharey por fazer bẽ ho qll lhe digo q nũca seu filho fez por mỹ tpo de minhas nesesydades
[16]
e cõtodo eu me dou por ditoso de q fiz cõtãto que saya minha homra
[17]
porq sendo ho cõtrairo serya cousa forte
[18]
e porq pa vm o dito basta creo rogamdo a noso snr sua nobre pesoa prospere vida e descamso como deseja,
[19]
a sora beyjo mil vezes as mãos
[20]
a so de vm ãto frz

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow view