PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

1587. Carta de Pero de Araújo, [frade], para Estêvão Magro, arcipreste.

Autor(es)

Pero de Araújo      

Destinatário(s)

Estêvão Magro                        

Resumo

O autor envia dinheiro e notícias do bispo da Guarda, referindo o interesse do mesmo no caso de Joana de Mendanha.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Snor
[2]
Ainda q não podia av no mundo milhor ocasiam que procurar eu saber novas de vm folguei com esta pa as pedir mais particulares do que sam as que estas molheres me dizem q sam estar vm de saude
[3]
mas eu estou tam faminto q nem Iso me farto E não me queixo tanto de vm p suas ocupacões (e p eu o não merecer) como de serto cavalro seu vezinho que pque tẽ sempre fundagens q nunqua acabam esquecese dos seus
[4]
seja como vvmm quiserem que em mỹ sempre sobejaram desejos.
[5]
O snor bpo me mandou dar a estas molheres setecentos reis pa suas mantilhas como vm nas suas ordena
[6]
laa os reparta como lhe milhor parecer
[7]
elle fica bem e manda recados a vm
[8]
cuido q Ira cedo a essa villa
[9]
pante mỹ cõvidou aos padres da companhia a va de Joanna de mẽdanha a quem estaa afeiçoado, e o mesmo a vm pello que lhe ouco dizer o que não diz dos outros aciprestes,
[10]
mas pouco faz em dizer o q vm tem a quem noso snor como pode acrecente vida e estado
[11]
a snra sua Irmãa bejo as mãos
[12]
da guarda a 15 de setembro de 87
[13]
O criado de vm po d araujo

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation