PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Visualização das frases

1600. Carta de Miguel da Anunciação, frade, para Marcos da Trindade, ministro provincial da Sagrada Ordem da Penitência.

Autor(es)

Miguel da Anunciação      

Destinatário(s)

Marcos da Trindade                        

Resumo

O autor pede a um superior que lhe retire a censura anteriormente imposta, já que ele agora apresenta bom comportamento.

Texto: -

Etiquetas:


[1]
Rdo pe nosso
[2]
Quatro esta tenho escrito a v p, e de nhuã tive reposta de v p, donde coligo em estar descaido da grasa de v p
[3]
e quererme lansar de si e de seus favores se em ha partes pera isso
[4]
he eu meresso
[5]
diguo que não tão somte de v p mas dos mais que não são amigos
[6]
mas eu cuido que não tenho eu feito cousas por omde eu posa perder tãoto bẽ e tantos favores de v p
[7]
e ainda que eu decaia de sua grasa não a v p de descair da minha
[8]
peso lhe me mande mtas novas suas ainda q eu emcapas disso tãobem me fasa caridade de me alevantar a semsura, que me tẽ posta porque lhe afirmo como amiguo d alma; de por amor de vosa pa eu cõprir o que me tẽ posto sẽ a ter, como de a ter
[9]
e eu asi o faso e tenho feito porque dipois que se de qua foi não tenho ido a esas partes proibidas mais de duas veses cõpanheiros e sẽ eles nenhuã
[10]
mas mandame o prelado mtas veses pera outra parte e he nesesario ir por ali porque não ha caminho,
[11]
e por avitar escupulos e não cair em lasos me pode alevantar a semsura fazer, o que lhe diguo:
[12]
e nisso me fara grande caridade ainda que, do que me levantarão, que v p sabe so se de aguora em frei visente corista que anda qua mto as voltas fazendo mtas desordeis que v p podera saber d outrem que lhe posa dar mais credito
[13]
que a so lhe diguo que o mande daqui pera onde lhe pareser, porque são tantas as cousas que fas que não são pera cõtar e a mister mto tenpo e mais papel pera iso porque ali o achão, a quo,la o achão
[14]
isto baste pera me entender,
[15]
e o portador desta o pode dizer, se quiger
[16]
ao padre Mro mande avizar v p que que da condisão ja que he a primeira judicatura porque a conta dos meus lasos que eu tenho fas de o que lhe parese
[17]
se la for a prezensa de v p não se espante e mais não he de ir, so.
[18]
Sou mto amiguo seu e não quigera que emfadara porque lhe faso por tres frades e tudo o que poso o ajudo
[19]
e ainda lhe devẽ dinheiro todo isso porq sem alqrs de pão lhe meti, casa eu
[20]
isso e outras cousas de que me não guardo
[21]
e isto nosso snor de a v p tudo o que pode
[22]
não estava o cordão guarnesido por isso, o levou
[23]
oje 120 de outubro de 600
[24]
Menor subdito de v p, fr Miguel d anũciacão

Representação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow view