PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR1321

1602. Carta de Gil Almeida para Alexandre de Abrunhosa.

Autor(es)

Gil Almeida      

Destinatário(s)

Alexandre de Abrunhosa                        

Resumo

O autor pede ao destinatário novas suas e dá-lhe notícias.
O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

Os dias passados escrevi a vm por via do pe frei sebastião de faro, a quẽ escrevi tãbẽ, mandandolhe o recado que tinha seu de dona clara, e nunca vi mais reposta, nẽ de algũas mais q tenho escrito a vm des q dessa terra vim vm ma fassa por o pro que se offereser, ou por via de po lopes da fonseca d evora, que anda nessa cidade pa ler, de me mandar mtas novas suas que so isso estimarei nesta cidade onde fico estas ferias pera ver se me posso fazer bacharel este anno q vem pa q assi fique livre de autos por ora, lembro a vm que me desatinão pellos papeis q lhe deixei e juntamte pello perdão, ja tenho escrito a vm que me avise do q he necessario e q eu o mandarei logo, que não quero que vm nessa parte fique de perda porq o negosio não he meu soo ficarei eu toda minha vida obrigado a satisfaser esses servissos que vm me fas, q nunca eu poderei pagar senão ser perpetuo servidor de vm; e lembro täbẽ as luvas da capella que lhe mandei pedir, não se esquessa vm disto que ja he tempo e me vejo perseguido mil importunasois novas de moura se vm tẽ alguas me mande que ha mto que estou sem ellas, como tabẽ das nossas freiras, e quẽ he prioresa; nosso snor de coimbra em 29 de abril de 602 servidor de vm Gil almeida


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLDownload textRepresentação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewVisualização das frases