PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

CARDS0132

1820. Carta de José do Espírito Santo, almocreve, para Joaquim das Neves.

ResumoJosé do Espírito Santo pede uma vez mais ao amigo Joaquim das Neves que o visite na prisão.
Autor(es) José do Espírito Santo
Destinatário(s) Joaquim das Neves            
De Portugal, Évora
Para S.l.
Contexto

Neste processo, os réus Cristóvão de Almeida, José do Espírito Santo, José de Sousa Calisto e António José, presos na cadeia de Évora, foram acusados de serem "ladrões por Fama Pública" e de andarem sempre armados. Na capa do processo ficou registado que os presos foram soltos em abril de 1821. José do Espírito Santo, de alcunha «o França», era natural de Cuba e tinha 52 anos.Esta documentação confirma o tradicional comércio de gado cavalar entre o Algarve e o Alentejo (legítimo ou ilegítimo), essencial nas tarefas do campo como nas gradagens, na debulha e na lavoura. Pelo seu relevo destacam-se as mulas e os burros. Já os cavalos, muito menos comuns, e de fraca qualidade, faziam normalmente um percurso característico: eram criados no Alentejo e vendidos no Algarve.

Suporte meia folha de papel dobrada escrita nas duas primeiras faces.
Arquivo Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Casa da Suplicação
Fundo Feitos Findos, Processos-Crime
Cota arquivística Letra C, Maço 7, Número 5, Caixa 16, Caderno [3]
Fólios 82r
Transcrição José Pedro Ferreira
Revisão principal Cristina Albino
Contextualização José Pedro Ferreira
Modernização Catarina Carvalheiro
Anotação POS Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Data da transcrição2007

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

Sr Joaqm das Neves

Estimarei a sua saude em Compa de tudo quanto lhe pertença Snr Joaqm das Neves o maior favor q eu lhe poço dever he q com a maior brebidade posilvel he vir pois se fas precizo em todo o modo e mais os outros seus companheiros e no cazo q elles não Poção vir faça toda a deligençia vmce em vir com brebidade com isto não emfado mais a vmce

como qm sou sudito e venerador Joze do Esprito Santo França prezo na Cadeia de Evora

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLDownload textRepresentação em textoWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewVisualização das frases