PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Representação em facsímile

1833. Carta de Joaquim Alexandre Gravelho e Silvério do Carmo, presos, para um Senhor Melo.

Autor(es)

Joaquim António Gravelho       Silvério do Carmo

Destinatário(s)

Melo                        

Resumo

Dois presos escrevem a um conhecido seu tentando convencê-lo a interferir em testemunhos que os poderiam comprometer.
< s >

Com q asim eu i o silverio lhe pedimos por alma de qm tem no outro mundo q pesa o bornado i o João q em sendo preguntados q digão q não ouvirão tal Couza pois vemces bem sabem o q são trabalhos asim


Representação em textoWordcloudManuscript line viewPageflow viewVisualização das frasesSyntactic annotation