PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR0004

1542. Carta de Fabião Rodrigues, mercador, para Bastião Fernandes.

ResumoO autor congratula-se com o restabelecimento de saúde do destinatário e com a disponibilidade na resolução de uma dívida entre familiares. Respondendo ao pedido do destinatário, envia-lhe informações sobre as características comerciais da Flandres, que considera favoráveis.
Autor(es) Fabião Rodrigues
Destinatário(s) Bastião Fernandes            
De Flandres, Antuérpia
Para Portugal, Lisboa
Contexto

O mesmo maço inclui outras cartas vindas na mesma altura da Flandres, em que se discutem diversos aspetos do comércio que passava por aquela feitoria. Do mesmo conjunto podem extrair-se diversos nomes de intervenientes, seja dos autores sediados no norte da Europa, seja dos seus destinatários, espalhados por diversas praças portuguesas. Entre estas praças está, naturalmente, Lisboa, mas também Tavira, Faro e Funchal. Entre as mercadorias mencionadas estão: azeite, lãs, trigo e espadas. Também se discutem questões de câmbios, o impacto no mercado da escassez ou fartura de certas mercadorias, dívidas comerciais e até assuntos familiares.

Esta carta integra a coleção Corpo Cronológico, fundo documental à guarda do Arquivo Nacional da Torre do Tombo. Trata-se de uma coleção principalmente composta por documentação de cariz judicial e administrativo, que abarca o período entre 1161 e 1696, à qual foi acrescentado um vasto conjunto de material disperso na sequência do terramoto de 1755. A datação dos documentos é critério principal de organização do corpo Cronológico, assim chamado pela mesma razão.

Suporte uma folha de papel escrita nas duas faces.
Arquivo Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Corpo Cronológico
Fundo Parte I
Cota arquivística Maço 72, Documento 6
Fólios [1]
Transcrição Tiago Machado Castro
Revisão principal Rita Marquilhas
Contextualização Tiago Machado Castro
Modernização Raïssa Gillier
Anotação POS Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Data da transcrição2012

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

In enves a xiiii de majo 1542 señor

a sua 30 de março recebi a qual mto por ser sua porq me avia escrito Luis mendez q e doente e por iso me não respondia agora vejo vm ja de saude a ds lha cõserve p mtos tocante a divida q seu cunhado devia a meu irmão ja he paga a bem e lhe tenho em merçe a diligencia q niso queria fazer mas como digo não he necesaria pois elle a pagou a meu irmão en ancona. quanto aos agradecimentos q me daa por lhe aver mãdado a carta do S seu irmão são maiores do q a obra requere todas as vezes isto e cousa de mto maior substancia ho farey por elle como por irmão meu e nisto não avera duvida. a carta sua pa ancona mãdei a muy bom recado çedo averei repta q farei por lhe mãdar per posta: esta sera hũa do dito lugar a qual avera 12 dias q ha tenho aqui e por não aver posta não ha mãdei ate agora q por mar he hũa prolixidade faça repta logo e visitelẽ p cartas entretanto q esta ali porq me tendo sedenta não avera tão facilmte carta sua pella distantia grande do caminho. ao q sõr dizeis q vos escreva do estado desta terra digo sõr q esta pa as mercadorias gerais mto boa e mais segura do q nũqua esteve louvado seja noso sõr portãto quẽ quiser negociar pode fazelo francamte se demãda da pa particulares negocios não hay outra no mũdo e creame q quẽm não trata nesta terra sendo mercador q não se deve de ter por homẽ porq ho negocio desta terra he mto util pa quẽ se aplica a elle e não quer viver de gentil homẽ e se regẽ por saber e não por vaidades como algũns dos nosos fizerão q vuverão asim conto la ounereis esta terra não consinte cousa extraordinaria porq logo a lança de si mto longe grande vituperio pellas pois me peza mais q por elles cuidão aproveitarlos e nos mãdar qua moços e nisto hos darão porq a soltara delles e da terra da a cauza a fazerẽ desmãchos iso sõr vos escrevo por q saibais a qualidade desta terra pois mo demãda na sua. e não avemdo outro de novo lhe beijo as mãos rogando a noso sõr vos tenha en sua guarda.

a Voso serviço Fabiam roiz

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLDownload textWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewVisualização das frasesSyntactic annotation