PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR0389

[1634-1636]. Carta de Pedro de Cristo, padre, para Filipa da Encarnação, freira.

Autor(es)

Pedro de Cristo      

Destinatário(s)

Filipa da Encarnação                        

Resumo

O autor declara o seu amor à destinatária, pedindo-lhe segredo sobre a carta e planeando um encontro.
O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

jhs ma

a minha irmasinha d alma mil veses e mil veses do meu coração

irmasinha e nesesario o lansol q eu lhe dei conta e as camizas

Estes snros nos emsini a malos de todo o coracão pa q em tudo o seu serviço asertemos. verdadeiramte irmasinha q he tanto o amor q lhe tenho q não poso emcareser com palavras e das obras so esses senhores serão minhas testimunhas pa com a minha irmasinha, a quem eu tanto quero em ds, porq não poso nũqua do sintido, de q espero em este senhor q a de estar ainda em algua parte secreta pera fartarem nosa vontade em tudo q a irmasinha quizer e tiver gozo q ese he o meu pa q nos vijamos de rosto a rosto, e tudo q a irmasinha fizer o ei por feito; pois eu ds louvado não tenho de ds abaio outros amores senão nella; como não tive nũqua mais amores q so a ella e asim quizera q nos viramos o q pharemos cada ora, estimarei mto mandarme diser anda a camiza vistida porq estimo mto a sua saude tanto como a minha propia e asim lho afirmo q de ds abaio não quero conheser a outren senão a minha irmasinha d alma, e não querer mais a outrem senão so a minha irmasinha e he pena de eu ser bem castigado se o asim não comprir, e de nũqua apartar daqui salvo for pola vontade da irmasinha porq lhe quero tanto q não quero ir fora de sua vontade ainda q seja com pena minha, pois ella e todo o meu bem de ds abaio, irmasinha por qui vão as palavras q disia quiria por no meu iscrito podiaas por se quizer e asim lhe peso q me responda loguo e este queimeo loguo pa q vivamos acautalados, e o q vigaro não lhe de conta mais q so do governo da caza porq emporta sim por aquela conta que lhe ja dei delle; e ao samcristão não lhe meta iscrito na mão pa me dar porq dis tudo ao vigaro mandemos so por sor isabel, e por ella me pode mandar os recados chamar e tudo o mais eu ds louvado ando agora bom sirvase de mi em tudo q quizer não sei quando sara a nosa ida a silinha sara quando a irmasinha der grasa a iso diguo a sua silinha o aonde o quiser


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLDownload textWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewVisualização das frases