PT | EN | ES

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR0660

[1754]. Carta de Francisco de São Joaquim, frade, para Maria do Espírito Santo.

Autor(es)

Francisco de São Joaquim      

Destinatário(s)

Maria do Espírito Santo                        

Resumo

O autor conta à sua amada que o Guardião do convento já saberia do caso amoroso, mas tinha conseguido controlar a fuga de informação. Diz também que enfrenta qualquer adversidade, inclusivamente o diabo, para ficar com ela.
O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

Snora Snora

Fico mto comtente e comsolado com as suas letras e como vmce ja deu o recado a Thareza e ella lhe respondeu isso eu lhe não direy mais nada o ponto está vmce não andar nem fallar com ella falarme ella ca portaria não he pa seu prato vmce vera no q respeita a Dona Luiza ca vir venha quem quizer venha o Diabo quem tem a Ds não teme nada eu ja venci outros gigantes maiores estou na neve esta tarde depois duas horas podera ser q la va ja agora como o Guardião sabe a historia estou na minha quinta ja dei o meu recado elle ja esta sem susto porq ate agora não me perguntou mais nada se ca vierem com mais algum emredo tenho ainda mta couza q lhe dizer ao Guardião q elle ha de ainda ficar mais contente o q eu quero he hum rozario não se esqueça po o pescosso e o snor e aDs ma rica May viva Ds e aRebente o mundo o Diabo e a carne e mais alegrias q nos esperão grandes fellicidades seu humilde filho

Eu

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Guardar XMLDownload textWordcloudRepresentação em facsímileManuscript line viewPageflow viewVisualização das frases