PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Sentence view

1832. Carta anónima dirigida a um cabo da Guarda Real da Polícia.

Author(s)

Anónimo3      

Addressee(s)

Anónimo4                        

Summary

O autor denuncia um caixeiro de armazém de vinhos, acusando-o de se manifestar contra o governo de D. Miguel e de possuir um exemplar da Carta Constitucional.

Text: -

Tags:


previous


[1]
ainda mais Logo que Seja prezo Sera Revistado que dentro na Sua Carteira tera huma Carta de Constuicão Carta mto mto Contra u nosso governo i contra A religião.
[2]
Logo que este seja prezo direi eu quem sou amais tambem quem he u tal amigo
[3]
Sera o Sr Cavo da guarda Obrigado a emtregar Ao Senhor Comandante
[4]
he u do Manoel Luis Pera
[5]
Lisboa 6 de Janro de 1832

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation