PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Sentence view

[1831]. Carta de Manuel Gonçalves de Almeida para Maria de Jesus.

Author(s)

Manuel Gonçalves de Almeida      

Addressee(s)

Maria de Jesus                        

Summary

O autor escreve a Maria, sua antiga companheira, pedindo-lhe para resolverem a sua situação sem recurso à Justiça.

Text: -

Tags:


[1]
Maria
[2]
Sobre todas as dependençias que temos hi Viremos A ter O mais que te dezejo he saude.
[3]
Maria eu nuqua fis tançã-o de mandar Escrever em papel Con-tra ti
[4]
Porem quereio que Estou chigado heçe ponto de te por Coizas A pubulico que se podião Escuzar de dizer
[5]
Por Justiça nada te dou hi por bem Ate hu Meu Sengue te dou
[6]
hi nada tenho Meu que não seja teu
[7]
tu sabes mto bem que para te eu pagar Cazamento que me has de Aprezentar hu filho que tiveste de mim hi has de criallo
[8]
hi hu q demos A Justiça não hera milhor Comerlo tu
[9]
Portanto se for tua bontade gastarMorlo Com Justiça Atam Estou pronto para O que for de tua bon Vontade
[10]
se quizeres mandame dizer hu que queres de mim.
[11]
Olha que Cazamento não tu pago he hu mais tudo Está Na noça mam.
[12]
A rrespeito da roupa não te fiquei nem Com fio que Seja
[13]
Se te falta Atam frutarãoma du baú porem em tua palavra me quero Capaçitar que te faltarão
[14]
nejo que tus tenha
[15]
Se for Serto faltaremte querotos pagar hi não digas que eu hando para Cazar em otra parte porq he imgano
[16]
Se quizeres Manda-me dizer os teos Sentimentos que eu te Escriverei mais devagar
[17]
eu se te não tibeveçe Amizade nada te fazia do que tenho feito
[18]
deste que ti dezeja Saude Bastante
[19]
Ads M G Alda

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSyntactic annotation