PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

Sentence view

1669. Carta de Afonso Rodrigues Mendes para Pedro Ferreira, do Santo Ofício.

Author(s)

Afonso Rodrigues Mendes      

Addressee(s)

Pedro Ferreira                        

Summary

O autor pede vários favores e produtos ao destinatário da carta, nomeadamente açúcar e a venda de anéis de vidro, agradecendo o envio de escorcioneira. Também acusa várias pessoas em Portugal de práticas de judaísmo.

Text: -

Tags:


[1]
Jhus
[2]
Bordeos 20 de Julho 1669 Señor pedro frra
[3]
Resebi ha de vm de 17 de mayo muito retardada que com as duas Caixas de escorçoneira não resebi quarta de vm
[4]
era muito boa
[5]
muita m me fara vm Em me mandar outras quaremta Libras na pra q vier para Esta semdo a melhor que for pussivel de talos grossos he bom asuquar
[6]
he afirmo a vm que quando Estava nesse Reino ho mais que custava era 150 reis a Libra
[7]
os aneis de vidro me fara vm m de vemder que pelos 90 reis por groza que vm me aviza acho bem minha comta
[8]
asim que me fas muita m em mos vender he seu prosedido me remetera na pra que vier para Esta Em ho melhor tabaquo que lhe for pussivel que sendo bom he fazemda he mao não presta
[9]
com esta sera huma Letrinha de 3 U com que aqui asisti he com algo mais a hum religiozo da ordem de são fransisquo da provinçia de portugal morador Em o comvemto de são fransisquo da sidade sobrinho que disse ser de paulo leitão sobre quem a paço
[10]
he como eu he todo mumdo tem tanto conhessimto de dito Leitão he a nessesidade que dito religiozo represemto lhe asisti
[11]
folgarei a page que os que vivemos destas partes cristaos qualquer couza nos fas falta
[12]
perdoe vm Em ocupalo Em estas Em estas ninharias mas tãobem vm partisipara diante de de Deos desta obra que nestas partes os mais deles se zombão dos Religiozos
[13]
bejo a mão a vm pela m que me fes Em cobrar a Letrinha dos 8 U-
[14]
duas tenho Escrito a vm por via de Dom fransisquo pais ferreira Comisario do santo ofiçio he cappelan fidalgo d el Rei quatoliquo que asiste na quorte de Madrid
[15]
folgarei Emfenito lhe fossem a mão E que pela mesma via me fassa reposta
[16]
nelas dava a vm algumas nutiçias que tãobem nesta refirirei que não me atrevo a sofrer que herezes apostatas vão a Esse Reino imfeçionar a outros que nelle asistem
[17]
he Em todo Cazo me faça m de responder por dita via pomdo cuberta para dito señor Dom fransisquo que Em otro cazo não vem seguras nem me virão a mão que Estes ereges como sabem he conhessem quem eu so me fazem todo o mal que podem
[18]
Em ditas cartas dezia a vm Em como desta saiu hum Judeo sercomsidado chamado de seu sogro que nessa asiste vindo d espanha amtes das pazes he que anto Rodrigues mugadoro serve de Esquala a todos os que vão he vem
[19]
a esse Reino lhe mando o dinheiro para a sua passagem
[20]
he comfeiteiro asiste Em Comfeitaria como aqui Escreveo Em o ango grabriel que desta saiu avera hoito dias
[21]
vay otro Judeo hum mosso de dozoito anos grande de corpo cabelo corredio pernas grossas mete os olhos hums pelos otros
[22]
dizem vay a sidade de beja a busquar alguma familia de Judeos pa poderem ser Livremente neste reino
[23]
sera obra de caridade premdelo he fazer que não saya com seu Emtemto
[24]
de muitos he muitas mais coizas he avizos darei sabemdo que o señor D verisimo E Esse santo tribunal da imquissisão os resebe bem que senão não quamsarei a vm com os fazer nem me porei no risquo que ho saibão he me tratem mal
[25]
ao señor frei fransiquo meus requados
[26]
he a vm peço me mande Em que ho sirva que ho farei com boa vomtade avizandome que Jeneros de prezemte servem nessa prassa he ho que valem que se lhe achar quonta me emteresarei neles remetendos a vm

Text viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow view