PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR0077

1559. Carta Jorge Pinto para Catarina Lourenço, sua mulher.

Author(s)

Jorge Pinto      

Addressee(s)

Catarina Lourenço                        

Summary

O autor diz à sua mulher que em breve irá ter com ela e recomenda-lhe paciência, além de tratar de outros assuntos familiares.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

sra molher

mto tristi fiquey ser tão mofino q me não achey vm pa ella dar graças a noso sor, se aV po svido de levar sua may e minha, e pa q ambos outo nos cõsollasemos. peçolhe como a minha sra e molher q tome tudo pasiencia como pa q ve todas as oras chamar ds prĩcipes e Reys e gramdes senhores, e pequenos q pa yso somos seus, e bẽ ditosa lhe he pa q elle chama estado de graça, ja pareçe q pois neste tpõ a chamou q sera pa lhe dar sua santa gloria. e quãto a sua breve doẽça não tome diso paixão q temos q noso sor quer mto quãdo nos não deixa jazer p mto tpõ cama, asy pa não estarmos tanto pecado como po não daremos tantos trabalhos. tudo o q elle faz he bẽ feyto. e pa nosa sallvação, peçolhesra mto po merçe q acabe cõsiguo curar o q p tpõ se cura, pois q da mta paixão não proçede nenhũ feito, mas ãtes dahy vyr hũa doemça atemtamos a noso sor, e creia vm q se eu ysto bẽ não ẽtemdera q nenhũa pasyemcia tyvera pois q pder a sua may pdy mais q mai e molher. e porẽ cõsolome saber q são cousas de noso sor, e V q nos dai saude e dias de vida pa q ãbos mtas lhe fazemos bẽ po sua allma. como espero noso sor de ser q a quẽ eu tãto quis na vida não me esqueçerey sua morte, q semp me allenbrara o mto q me queria e fazia. eu tãto q a sua vy loguo quisera deixar tudo e partyrme de qua por me pesar de vosa descõsollação pa q me V a syntise menos. mas o tpo não me deu luguar q nenhũa cousa e vossa quisese fazer po amor da Raynha q ha pto de mes q estaa nosa sra da esperãça. q se ysto não fora ja ajuda de noso sor fora bẽ despachado. e o tãbẽ não teynho aimda acabados os negocios de minha irmãa os q mto me estrovarã. e porẽ tudo isto não he nada deixar po os desejos q tenho de tall tpõ a V. mas como eu sayba q como mto descreta curara tudo, e sabera de desejar de ir de qua termo de a ter mto õRada, pasa po esperar q a Raynha me acabe de despachar, o q sera brevidade poq de dia e de noyte não dromirey po o mto q me aReleva ser logo vm e mais me dyzer hũa molher sua vizinha q ella desejava não viver ahy, e q se ora eu mãdase Requado q virya qua. Rogolhe mto q se não aguaste q não sera õRa minha nẽ sua bullyr cõsyguo, q eu estou quasy de caminho e lla iremos pa omde noso sor for Svido. tanto q esta vyr me espva logo q todas as oras ey de esperar po sua carta. e não descãsarey ate a não V po saber como estaa. e mays não me mande nada, q de nenhũa cousa teynho necessidade, mais q de saber q esteys de saude. e de ter cudado de buscar o q nos he necessario tudo qua me derã. aos senhores meus cunhados domiges Roiz e guaspar mourato lhes peço mto po merçe q olhẽ po o q lhe for necessario q eu irei de qua e tudo eles Svirei e paguarei mto bẽ, q Follguẽ de a cõsollar e ẽparar ẽquãto de qua não vou. e q olhẽ o tpõ como esta mudado e q mudẽ a cõdição, ao q são obrigados asy pa ds como pa o mũdo, e lhes peço q este ajan po sua po quãto o portador estava depresa. o portador desta lhe dara a casa q me mandou pydyr, e o synto de domỹgues Roiz meu cunhado. e a senhora ama fere se eu viver sabera de quãto me anojou beije as mãos po mỹ a ma fonso e a todas pas q po mỹ pguntaRẽ e ao sor ãto teyxeira beijo as mãos de sua m e lhe po mỹ beije as mãos ao sor seu pai. e minha cunhada q beijo as mãos de sua m e q disto mto pvilha Fyquo Roguãdo a noso sor q a tenha sua guarda e de mta cõsollação, e a mỹ deixe ir de qua saude pa lhe guanhar pão q quema. e viveremos mtos anos mto amor no seu sãto Svico. oje õze de janro de 1559 anos

de seu marido e grãde amiguo, jorge pĩto


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textText viewWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSentence view