PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

PSCR0075

1571. Carta de Mira Chavarola, mulher judia, para António Rodrigues, também conhecido por Judá Barroca, seu marido.

Author(s)

Mira Chavarola      

Addressee(s)

António Rodrigues                        

Summary

A autora pede ao seu marido que deixe os negócios que mantém em Lisboa e que volte para Itália.
Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

em veneza 26 março 1571 sñor

Não sey ate quamdo aveis de sair dessa terra na qual vos não pode sair bem poq em hũa ora cay a caza se vosa may britis rodriges não tem vontade de vir pa estas partes nem menos voso yrmão nem menos vosos parentes deixaios tal seja delles. mandastesme dizer como não avieis de vir a estas partes se não teveseis fazenda. e q avieis posto hũa tenda nas fangas da farinha vos digo q olhais Pimro vosa alma e despois a my e hũa criatura q me deixastes no ventre dezaventurado sẽ ter q viver pelo q vos rogo e peço po amor de ds vos venhais era tãobem quem se quer aquietar vivo o portador desta qual se chama fernão Rodrigez de tramcozo vos dira a boca minha vida e a elle enComendey vos fizese vir/ vos faço saber como minha irmã a viuva fa e gemrro se forão pa a Raguza pelo q eu minha irmam e cunhado nos partimos esta çemana pa la aonde vos spero todo dezejo. vindevos po amor de ds e não esteis em tamto perigo. rogarey ao sr ds vos guarde e traga em paz vosa fa se encomenda en vosa benção/ eu Rogey a este omen omrado me screvese esta poq meu cunhado e fo não podem V falar em vos. pelo q aveis feito comigo n s volo Pdoe q eu volo Pdoo.

De vosa m c


Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSentence viewSyntactic annotation