PT | EN | ES

Main Menu


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

CARDS0128

[1818]. Carta anónima enviada a José Maria Dias.

SummaryCarta de origem e destinatário desconhecidos encontrada na algibeira de um réu.
Author(s) Anónimo30
Addressee(s) José Maria Dias            
From Portugal, Lisboa
To S.l.
Context

Os réus do processo foram acusados de envolvimento no fabrico de moeda falsa: António Silvestre Alvarez, filho de Juan Antonio Álvarez e de Gertrudes dos Prazeres, Antónia Rosa, sua irmã, e também José Luís da Silva, negociante. Este processo judicial está diretamente relacionado com um outro, posterior, (Letra D, Maço 7, Número 12, Caixa 19) que também tratava do fabrico de moeda falsa. As cartas escritas por Antónia Rosa eram dirigidas a José Luís da Silva e foram encontradas na posse de um dos réus.Os problemas resultantes da introdução em Portugal do papel-moeda (no ano de 1797 com o objetivo de fazer face às imposições da guerra com a França revolucionária) não ficaram circunscritos no tempo imediato à sua primeira emissão. Tal como alguns destacados políticos tinham asseverado, entre eles o conde de Linhares, as dificuldades então criadas seriam de muito difícil resolução.

Support meia folha de papel dobrada escrita na primeira face, no sentido da largura.
Archival Institution Arquivo Nacional da Torre do Tombo
Repository Casa da Suplicação
Collection Feitos Findos, Processos-Crime
Archival Reference Letra J, Maço 274, Número 39, Caixa 704, Caderno [8]
Folios 6r
Transcription José Pedro Ferreira
Main Revision Cristina Albino
Contextualization Mariana Gomes
Standardization Catarina Carvalheiro
POS annotation Clara Pinto, Catarina Carvalheiro
Transcription date2007

Javascript seems to be turned off, or there was a communication error. Turn on Javascript for more display options.

Sr Joze Ma tenho pensado que o melhor para o que vmd sabe he o eu ficar esta note no Almar pa le eu poder abrir a porta Se podermos fazer a nossa Sem que Sejamos Sintidos nos livaremos toda a facenda para minha caza porem ce formos Sintidos o primeiro q devemos sigurar he o patrão q os mais depois de elle morto tambem tem de Ajudar sobre aquillo de honte a note não mande ca ninguem aDs te a vista

Ma.

Legenda:

ExpandedUnclearDeletedAddedSupplied


Download XMLDownload textWordcloudFacsimile viewManuscript line viewPageflow viewSentence viewSyntactic annotation