Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M1008T1008

História de mui nobre Vespasiano

TitleHistória de mui nobre Vespasiano
AutorDesconhecido
EdiçãoMaria Inês Almeida
Tradução/RedacçãoTradução do castelhano. O poema em francês do séc.XII Vengeance de Nostre-Seigneur ou Histoire de la destruction de Jerusalem está na origem de prosificações levadas a cabo nos sécs. XIV e XV e que forneceram o arquétipo para as traduções ibéricas deste texto.
Data da Tradução/Redacção1496 (antes de)
TestemunhoLisboa, Valentim Fernandes, [1496?]. Biblioteca Nacional de Portugal, Inc. 571
Data do Testemunho1496
BITAGAPManid 1008, cnum 1008, Texid 1008
GéneroNovelística

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice   20v < Página 21r > 21v

ja trazido aa morte os outros e a çidad seja dstroida polla grande treyçã q elles fezerõ ao sancto profeta . Estando nestas pallauras titus seu padre vierom os azemees q pensauã das bestas . e disserõ ao emperador . Senhor q faremos q podem achar nẽ auer augoa daqui a mea jornada q nos he muy gram trabalho . q ante mahaa partimos do arrayal e he meo dia quãdo tornam de dar de beber aas bestas . porq o araiall o podera soffrer se mais açerca auemos augoa . E o empador marauilhou se muyto disto q ouuio dezir . e fez vijr jafell e disslehedisslehe: erro por disse lhe. Que cõselho me daras jafel q o araial he migoado da augoa . e jafel respondeo e disse lhe . Senhor nos temos muytas bestas .scilicet. bufaros e boys e caualos mandamos matar . e aos coyros delles mandae os

Guardar XMLDownload text