Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M1143T1084

Vida de Tarsis

TitleVida de Tarsis
AutorDesconhecido
EdiçãoEsperança Cardeira
Tradução/RedacçãoTradução do latim: Vita Sanctae Thaisis, inicialmente escrita em grego e transmitida, na tradução latina, nas Vitae Patrum, PL 73, 661-662.
Data da Tradução/Redacção1375-1400
TestemunhoBiblioteca Nacional de Portugal, Alc. 462, fls. 66r-67v
Data do Testemunho1431-1446
BITAGAPManid 1143, cnum 1072, Texid 1084
GéneroHagiografia

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice   67r < Página 67v

e tres virgees que o guardauã e paulo coidou que era o lleyto do abbade antonjo E hũa uoz veo do çeeo que lhe disse nom he do abbade antonjo mais he de tarsys aquella molher que Jaz emçarrada E paullo o cõtou outro dia ao abbade panunçio E o abbade panunçio foy hu ella Jazia e disse lhe perdoado te tem deus os teus pecados E ella lhe disse despoys que aquj Jaço de todolos meus pecados fige hũa carrega e pugy a ante os meus olhos e senpre me deles doy . E o abbade lhe disse . nom te perdoou deus pella tua peendença mais pello teu arrepeendimẽto E ella nom viueo mais xv dias E o abbade vyo hyr a sua alma pera o çeeo gram panha d’angos que faziam grande allegria ella. O ssenhor deus que a ella perdoou os sseus pecados . perdoe a nos os nossos amẽ . deo gracias .


Guardar XMLDownload text