Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M5602T12967

Vida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)

TitleVida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)
AutorDesconhecido
EdiçãoMarta Cruz
Tradução/RedacçãoEscrito originalmente em português
Data da Tradução/Redacção1248 - 1284
TestemunhoBiblioteca Pública de Évora, CIII / 1-22, copiado por Torcato Peixoto de Azevedo (autógrafo), ff. 286r-305v
Data do Testemunho1692-1705 (datado 14-02-1692)
BITAGAPManid 5602, cunum 29493, Texid 12967
GéneroHagiografia

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice   286v < Página 287r > 287v

fo, o qual, e esso medes sua molher, erão de muy nobre linhagem, e Christãos muy verdadeiros, e logo como esta sancta nasceo, a fizerão Baptizar, e confirmar na fe de Jesus Christo, pellos sacramentos da sancta Jgreja; e a virgem bem auenturada logo de piquena, comesou de tomar bõas manhas, e bõs costumes, e e crenca verdadeira pera auer de seruir, e prazer a Deos, e affeitou sempre o seu corpo de bõs costumes; e a Deos queria guardar castidade, e não ençugar seu corpo por homem, nem por outro peccado.

A cabo de pouco despois q ella nasceo, morreo sua madre, e sendo o dito Conde seu padre desta virgem triste polla morte de sua molher, mandou por sua filha, q hera dada a criar, que lha trouxessem pera auer de tomar com ella algum sollaz pollo nojo em q estaua, por razomrazom: r minúsculo inicial com uma figura composta por quatro traços a dois tempos. da morte de sua molher; prezentando lha sua Ama q a criaua, e tendo a nos braços, disse entom seu padre suspirando, e chorando, como homem, q estaua muy triste, e chamou a sua filha Senhorinha, o qual nome elle entendia, pois a moça hera muy piquena, q tal lhe pertencia . ca Senhorinha quer dizer senhora muy piquena, e disse ainda o dito seu padre chorando : filha a Jesus Christo te offereço, e a elle te emcomendo; elle enderesse as tuas carreiras ante a sua face, e logo disse outrosi a sua ama da moça; vai te Deos, e toma cuidado de criar esta moça, e mayor deligencia que puderes, a guarda, e a cria bem.

A qual como foi bem criada, como compria, foi a moça leuada àà: grafema parece corrigido sobre ẽ. caza de seu padre, a qual logo o padre deu a hũa Dona relegioza, e de bõa vida, que auia nome Godina, e emcomendou lhe, q a criasse, e ensinasse bem, a qual Dona recebeo a moça de bõa mente, e em nome de filha speritual a tomou, e a dotou, e porque a Escritura diz, que com os bõs anda o bom, e que os maos anda o mao, e dis, que a boa Dona como molher sancta, e de boa vida, e de sotil ingenho, q non quedaua de dizer muito a

Guardar XMLDownload text