Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M5602T12967

Vida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)

TitleVida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)
AutorDesconhecido
EdiçãoMarta Cruz
Tradução/RedacçãoEscrito originalmente em português
Data da Tradução/Redacção1248 - 1284
TestemunhoBiblioteca Pública de Évora, CIII / 1-22, copiado por Torcato Peixoto de Azevedo (autógrafo), ff. 286r-305v
Data do Testemunho1692-1705 (datado 14-02-1692)
BITAGAPManid 5602, cunum 29493, Texid 12967
GéneroHagiografia

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice   300v < Página 301r > 301v

apalpou todos seus membros mançamente, e disse lhe, moço alça te, tomando o polla mão, e o moço alçou sse logo, e uendo como se achaua são, bradou grandes uozes, dizendo : acorde, acorde, e aquelles, q o trouxerõ no Asno forão a elle, e acharão no iunto o moimento desta sancta, alçado em , e contou lhes como lheslhes: erro por lhe. aconteçera, com a dita molher, e como polla sua graça della hera ia bem são . entõ uendo elles esto derõ graças a Deos, e a esta sancta, pois aquel moço, q uiera a sua Jgreja sobellosobello: grafema e confunde-se com o pela forma como está ligado ao b que o antecede. Asno, tornou a seu pera sua caza. Milagre do q furtou a pelle na Jgreja de sancta Senhorinha.

A cabo de tres annos aconteçeo este milagre estando todo o pouo daquella terra nesta Jgreja de sancta Senhorinha pera fazer festa, assim como hauião costume de fazer cada sabbado no verão, ueyo hũa pouca de Chuiua, e mete sse todo o pouo na Jgreja desta sancta; e estando elles assi todos na Jgreja pella Chuiua q fazia; hũa bóa molher auendo doo de hũa sua filha, espio hũa pelle e deu lha, q a vestisse, e a moça, olhando mais os trebelhos, e jogos que fazião, parando mentes ao q sua Madre lhe dezia, non tomou a pelle, uendo esto hum Homem que estaua a par della, furtou a pelle, e leuou a fora, e escondeo a em hũa caza . a cabo de peca a Madre pregũtou à filha pella pelle, e ella respondeo, q a uio, nem a tomou; vendo esto sua Madre bradou tanto por sua pelle, q toda a Jgreja encheo de brados, pella qual rezão logo os Cregos e leigos fizerão oracão a Deos, q pello amor desta sancta, mostrasse milagre, sobre aquel, q assim deshonrara esta sancta . sede sertos, q logo em aquella noite seguinte tomou o demo aqyuel, que a pelle furtara en caza donde pouzaua; q todos forão espantados; e uendo elle seu mal, a suaa sua: provável erro por e sua ou por e a sua. culpa mandou pello dos Cregopello dos Crego: provável erro por pello Crego. Primeiro o copista parece ter escrito dos, com uma tinta que tem o mesmo tom da restante escrita da linha. A mesma mão corrige o erro para pello Crego, ligeiramente acima da linha de escrita e no momento em que insere o reclamo da Jgreja na sublinha. Embora pello Crego esteja escrito sobre dos, esta última palavra nunca foi cancelada.

Guardar XMLDownload text