Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M5602T12967

Vida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)

TitleVida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)
AutorDesconhecido
EdiçãoMarta Cruz
Tradução/RedacçãoEscrito originalmente em português
Data da Tradução/Redacção1248 - 1284
TestemunhoBiblioteca Pública de Évora, CIII / 1-22, copiado por Torcato Peixoto de Azevedo (autógrafo), ff. 286r-305v
Data do Testemunho1692-1705 (datado 14-02-1692)
BITAGAPManid 5602, cunum 29493, Texid 12967
GéneroHagiografia

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice   303v < Página 304r > 304v

lheito e Metido no Costado.

En este medes tempo aconteceo, q hũa molher que moraua iunto com Bragança tinha o braço iunto as Costas, e ouuindo os Millagres de sancta Senhorinha, veyo á sua Jgreja, e disse entom ao CregoCrego: grafema g parece ter sido corrigido sobre outra letra, ilegível., q a Jgreja regia, chorando, tendo os giolhos em terra, padre senhor rogo uos, que uósoutros seruidores desta Jgreja roguedes a esta sancta, q rogue a Deos por mim . entom o Crego disse, vai te, e confessa bem teus pecados, e nós faremos nossa oracão; e de como for sua merce, assim o fara, por esta sua sancta, e logo a molher foi confessada, e a vespora chegando sse ella ao Moimento oraua, choraua, baixaua sse sobollo Moimento, entom o Crego lançou lançou oCrego lançou lançou o: erro por repetição de lançou. veo, q ias sobollo moimento, e poze o sobolla dita molher, e ella comesou de tremer fortemente, e logo o braço deu hum estouro, q quantos ahi estauão ficarão espantados; entom disse o Clero filha, como te sentes, e ella disse bem . ca ia sou , e alçou sse logo sobre seus peitos com seu braço estendudo, e comesou de estender o veo sobre o Moimento, do qual a cobrira o Clero, o qual nos contou todo esto, que a uira como dito he . entom a molher foi sse pera sua caza louuando a Deos, e a esta sua sancta. Milagre do Homem q dezia q lhe furassem a orelha hum ferro.

Hum homem, q auia nome Joanne nos disse q sendo El seruidor desta Jgreja auia sua soldada, como cada dos outros seruidores della, q hũa hora lhe dera hũa grande dor na Cabeça, de q cuidou ser morto, e disse q furassem lhe a orelha hum ferro, e uendo q a dor hera grande, nom lha ouzarom de furar, entom o Jnfermo pos a cabeça sobre o Moimento, e dormindo preceo lhepreceo lhe: erro por pareceo lhe., q hũa Pomba lhe

Guardar XMLDownload text