Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M5602T12967

Vida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)

TitleVida e Milagres de Santa Senhorinha de Basto (E)
AutorDesconhecido
EdiçãoMarta Cruz
Tradução/RedacçãoEscrito originalmente em português
Data da Tradução/Redacção1248 - 1284
TestemunhoBiblioteca Pública de Évora, CIII / 1-22, copiado por Torcato Peixoto de Azevedo (autógrafo), ff. 286r-305v
Data do Testemunho1692-1705 (datado 14-02-1692)
BITAGAPManid 5602, cunum 29493, Texid 12967
GéneroHagiografia

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice   295v < Página 296r > 296v

sua oracão a Deos, q fosse sua merce de olhar pellos seruidores da sua Jgreja; e logo em a manhã os seruidores desta sancta acharão ante a porta da dita Jgreja seis carregas de bõa farinha, quanta poderião leuar seis Camellos; e acharão, as pegadas dos Camellos; mas quem os aducera, ou leuara o podia nenhũ saber . os quais seruidores logo todo contarão a esta sancta; e ella dãdo grandes graças a Deos chamou o Procurador da dita Jgreja, q guardasse o dito pão, q lhe Deos enuiara . ó amigos que grande he a mizericordia de Deos, e a sua piedade, queque: possível erro por quem. Talvez falte apenas uma marca que assinale a nasalidade do pronome interrogativo. duuida, q outro podesse esto fazer senõ Deos, o qual deu a Abrahão o Anho pera lhe fazer sacrificio, e ao Propheta Helias o pão quando ouue tallante de comer, e aos filhos de Jsrael o Manã do dezerto este mesmo senhor deu a esta sancta o dito pão. Milagre q sancta Senhorinha fes as rans q a não deixauão rezar

Depois, q esta sancta leixou mantimento à Jgreja de Vieyra, foi sse seu caminho pera a de são Jorge, que com a sua assistencia oje se chama de sancta Senhorinha, e pera ainda Deos demonstrar o bem desta sancta aos seruidores seus elles indo seu caminho acharão hũa lagoa grande, q ha nome Carrazeda aonde ha muita agoa, e muitas rans, então disse esta sancta aos Clerigos, e Donas MongesDonas Monges: erro por Donas Monjas., q com ella vinhão, q rezassem e dessem louuores a Deos como solião, o q elles de grado quizerõ fazer; mas se podião ouuir pellas uozes das rans, uẽdo esto esta sancta alçou sua mão, e disse : Callade uos vermẽs maos, e sem fruito, e sem proueito, non queirades enbargar o seruiço de Deos : sede sertos, q daquella hora as rans se callarão, e se ouuio mais nenhũa na dita

Guardar XMLDownload text