Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M6673T1005

Vita Christi (M)

TitleVita Christi (M)
AutorLudolfo de Saxónia
EdiçãoSílvio Toledo Neto
Tradução/RedacçãoTradução do Latim: Vita Domini Nostri Jesu Christi ex quatuor evangeliis (Mogúncia 1348 – 1368), capítulos 22 e 23 da Primeira Parte.
Data da Tradução/Redacção1445 – 1446 (traduzido em Alcobaça, v. Lorenzo, Ramón, 1993, Vita Christi, Dicionário da Literatura Medieval Galega e Portuguesa, dir. G. Tavani e G.Lanciani, Lisboa, Caminho, 684-686).

1433 ant. (traduzido no scriptorium de D.Duarte, v. Nascimento, Aires A., 2001, «A Vita Christi de Ludolfo de Saxónia, em português: percursos da tradução e seu presumível responsável», Euphrosyne, 29, 125-142).

TestemunhoMuseu Nacional de Arqueologia do Dr. Leite de Vasconcelos (Lisboa), Ms/P/IL,cx. 4/p. 6/fr. 1 [capa] | Número de Registo (BMNARQ) - 16988
Data do Testemunho1401-1500
BITAGAPManid 6673, cnum 38420, Texid 1005
GéneroEspiritualidade

O script do Java parece estar desligado, ou então houve um erro de comunicação. Ligue o script do Java para mais opções de representação.

índice Página 102a > 102b

de ds . nẽ se afirmou / mas p auctoridade da scptura o venceo dizendo viue o homẽ no pam soo mas em toda pallaura q pcede da boca de ds Assy como se dissesse comp fazer d[..]s pedras pam . porq aJnda que aJa fame o senhor pode soportarpode soportar: pode fo soportar a fame com sua pallaura soo . Esto se [..............]a [................] [....] [........]ar spual mas ain[..]a do co[..]poral seg[..]ndo sse mostra de moyses que JeJu[..]u quarenta dias . E manteue sse em falla[..] [....]m [..]s Onde ago por certo sa[......] [....]mãã[..] mujto amado[..] que [..]a[..] [....] a alma q come a[......]de da pallaura de ds como a carne [..] [..] mujto[..] [..]ias [..]om[..] . Segu[........] [......]sos[....]mo diz q do test[............] [..]elh[..] t[..]rou pro[..]açõ E mand[..........] q ora p[....]eçamo[..] fame ou [........] o[..]tra cousa que nũca des[....]par[..]m[....] ds . moralm[..]te . o de[..]o am[..]ude nos conuj[..]a q a pedra . s . a dure[....] da peendença tornemos em pa[..] . s . em delle[..]tamentos [..] mol[........] [................]a filh[..] [] [..]s es [..]s [] [..]spere[....] [..] peendença E [..........]Lacuna que afeta pelo menos duas palavras inteiras. to[..]no[..] a ujnha de nab[...] [..........]Lacuna que afeta pelo menos duas palavras inteiras. d[..] couues e uças . E assy [..........]Lacuna que afeta pelo menos duas palavras inteiras. [..]onuer[..]e Em themel [..........]Lacuna que afeta pelo menos duas palavras inteiras. [....]sa molle a [..]ual cou[..]a se fa[..] [..]meude per homra da festa ou p[....] aazo da cõpanhia . E assy / pedirom os Jude a pillato q steuesse o corpo de Jhu na Cruz no dia dada: na sobrelinha. festa. E nota aq p exemplo do senhor q deuemos Resistir aa gulla / porq em el aue[......] [....] [......][....] s[..] queremos vẽẽc[..]r todos outros p[....]ados . porque aquel que caae na gulla faze sse fraco pa veencer os outros vicios On[..]e beda . E em vãão se trabalha . contra . os outros pccados se o vicio

Guardar XMLDownload text