Corpus de Textos Antigos

Menu principal


Powered by <TEI:TOK>
Maarten Janssen, 2014-

M1143T1103

Vida de uma santa monja

TitleVida de uma santa monja
EdiçãoCristina Sobral
Tradução/RedacçãoTradução do latim: «Verba seniorum», De Vitis Patrum Liber VI, Migne, Patrologia Latina 73, cols.995-998.
Data da Tradução/Redacção1375-1400
TestemunhoBiblioteca Nacional de Portugal, Alc. 462, fls. 73r-74v
Data do Testemunho1431-1446
BITAGAPManid 1143, cnum 1086, Texid 1103
GéneroHagiografia

índice   73 < Página 73v > 74

Contou hũũ padre santo . dizendo que era hũa vjrgem que aproueytara mujto no amor de deus E em seu temor E preguntey a que quem a trouuera a tam boa conuersaçom de uyda e Ella [....] Ella [......]: sobre rasura do manuscrito mão posterior escreveu me. disse o homẽ de deus [......] que tu ees o homẽ de deus [......] que tu ees: a lacuna resulta de raspagem de letras hoje ilegíveis (him, contm ?) onde deveria estar um adjectivo; no lugar correspondente do texto latino o mirabilis vir... ẽquanto era moça avya meu padre e minha madre que eram de desuayradas uidas Meu padre era manso e homildoso e fallaua muj poucas vezes E bem cujdauom os que o nom conhoçiam que era mudo tam pouca era a ssa fala e elle fraco edoente . tal guysa . que poucas uezes sse podya erger do leyto e quando se alçar podia . hya pera ssa terra e pera sas vinhas Ee ala Ee ala: Eeala, erro por E ala. poinha todos seus dias . synplinzidade . E mjnha madre era muj coriosa sem maneira E era de mujta fala . quantos hyã e vijnham em tal guisa que ssemelhaua o sseu corpo todo de lyngoa E ella cometya mujtas uezes baralha todas sas vizinhas e beuja do ujnho mais que lhe conpria . E era muj luxuriosa E mujto estragadeyra do que tijnha E nunca foy doente de pee nem de mãão . mais toda ssa vyda foy ssaao seu corpo . e morreo meu padre . E tamanhas forã as chuuas aquel tenpo que morreo e tamanha foy a tenpestade . que seus vizinhos . per tres dias o nom poderõ soterar atee que lhe o corpo apodreçeo e delle lhe comerõ os caaes e diziam os vizinhos que como lhe na vida fora mal . que assy lhe ffora mal em na morte E despois desto . morreu mjnha madre

Guardar XMLDownload text